domingo, 3 de agosto de 2014

A Quem Queira Escutar

Estamos vivendo tempos tumultuados . A sociedade esta explodindo por dentro e são necessárias mudanças sociais que abram o horizonte. Os jovens estão revisando a historia , a questionam e também resgatam dela o que lhes serve para humanizar suas vidas e dar-lhe sentido.Por essa razão quisemos reeditar essa versão melhorada e ampliada da obra da deputada Laura Rodrigues . Seu filho Simon e Vlado como deputado nos pareceram sinais de uma busca de novos significados e novos modos de expressão e ação no meio.

Com esse livro quisemos responder através do testemunho da propria Lala, que fez com que se convertesse em apenas dois anos , de 1990 a 1992, em uma referencia social e em um modelo de ação política no Chile.

Em 1984 , o Movimento Humanista criou um instrumento de ação política a partir dos estudos da Comunidade para o Desenvolvimento Humano .

Os Partidos Humanistas do mundo colocariam a vida humana e a liberdade humana como valores centrais da construção social. Com o grito de " Nada acima do Ser Humano, nem deus, nem chefes , nem estado', nasceram simultaneamente nos 5 continentes.

Esses partidos baseiam suas teses na doutrina de Silo , que considera a violência como a raiz do sofrimento e que esse sofrimento é mental e portanto não é suficiente mudar as estruturas sociais , senão que é necessário mudar também ao próprio indivíduo que quer essa mudança, ou seja a nos mesmos. 

Os pilares do projeto de transformação simultanea da sociedade e do indivíduo estão no Humanismo Universalista de Silo e em sua Mensagem que nos leva ao acesso dos espaços profundos e de silencio da consciência.

Nesse contexto pensamos na construção de uma liderança. Mas , uma liderança não é produto dos meios de comunicação e nem se consegue desde um cargo de poder. Uma liderança é constituída pelas pessoas. é desde as pessoas que se consegue as respostas a uma necessidade que os povos tem de alcançar sua liberação , seus direitos e sua dignidade. Construir uma liderança é ganhar o coração das pessoas.

A pergunta do Movimento e do Partido humanista era : Sera possível construir uma liderança social de modo intencional? Lala teria que averiguar isso. A confiança das pessoas seria ganha se Laura Rodrigues pudesse conectar com essas necessidades . Supunhamos que uma so deputada poderia colocar em cheque ao sistema político se estabelecesse uma comunicação direta com as organizações populares, se denunciasse publicamente os abusos que sofriam , se se afastasse das tramas do poder e dos acordos de cúpula.

Teria que experimentar nela mesma uma transformação pessoal em direção a sua coerência interna e para ganhar coerência teria que fazer coincidir o que se diz em publico com o que se diz , se pensa e se sente na intimidade.

O Movimento Humanista formou uma equipe para a deputada e juntos elaboraram um "livrinho" que era um plano do caminho ; basicamente um acordo entre a deputada e o projeto conjunto do Movimento e Partido Humanista. Não um acordo de "repartição de cargos" , nem de bobagens mesquinhas . Um acordo do essencial do "complot" entre Movimento ,Partido e a deputada para a mudança social.

As vezes se banaliza a importância dos acordos . Os acordos são fundamentais para a construção de vínculos. Rompe-los coloca em risco as relações pessoais e aos conjuntos envolvidos, mas não são rígidos ; são flexíveis e dinâmicos ; não são estatuas que paralisam a historia . A essência esta em respeita-los e se ha modificações, essas devem ser feitas pelo mesmo conjunto que o gerou.

Lala percebeu que nem ela,nem os politicos poderiam mudar as condições de violência politica e economica da sociedade. Percebeu que as mudanças verdadeiras nao vem do poder , senão que das próprias pessoas . Eram as pessoas que decidiam as mudanças que necessitavam, mas para isso deveriam ganhar confiança nelas mesmas .

Essa mudança so seria possível com a troca dos valores individualistas pelos de organização , reciprocidade e solidariedade. Compreender isso deu uma volta na sua vida . Compreendeu a tarefa para a qual havia sido escolhida e o significado profundo do projeto de constituir-se uma lutadora social e uma referencia moral .- Transmitir a fe que a mudança é possível , que parte de nos mesmos e se realiza entre todos . 

Os lacos entre os vizinhos, os vínculos entre as pessoas eram a base da organização e nao outra coisa. Cuidar esses vínculos com relações de reciprocidade era a grande mudança que se necessitava.

O perigo de chegar a um cargo publico de poder e terminar se acomodando ao sistema de valores vigente é o que conhecemos como adaptação decrescente ; quer dizer , terminar aceitando os interesses contra os quais se prometeu lutar. Ingressar no parlamento e não sucumbir ao esquema de pressões e de interesses que ali se conjugam , era um tema de adaptação crescente. Lala teria que adaptar-se crescentemente ao jogo do poder, ou seja , dialogar , negociar, legislar, abrindo espaço para que as pessoas se manifestassem diretamente e que adquirissem cada vez mais forca para reclamar seus direitos . A adaptação crescente significa que a deputada estava no jogo do poder ,mas ,para levantar suas contradições e denuncia-las a viva voz.

Quando o câncer a impediu de continuar o trabalho ja havia conquistado um caminho de confiança e de carinho . 

Começou sua luta pela vida abrindo sua intimidade para todos que pudéssemos enfrentar com ela o medo da morte. 

" Eu não sou minhas mãos" publicava na imprensa quando a metade de seu corpo estava paralisado. "Sou muito mais que um corpo enfermo ". Olhava nos olhos dos jornalistas e lhes dizia: Me perguntas como se eu fosse a unica que vai morrer , sou eu,mas a unica diferença e que estou um pouco mais adiantada . A morte e o mais comum, nos acontece a todos . Não acha estranho que seja sobre o que menos falamos?

Aos poucos meses da morte de Lala, o Partido Humanista renunciava a todos os seus cargos de governo.Com essa atitude tratava de ser um exemplo de coerência política e com essa condição tentaria nos anos seguintes construir uma alternativa para substituir a Concentração de partidos que se afastava, segundo nosso ponto de vista, cada vez mais do compromisso de liberação do povo.
Colocamos novamente em circulação o nome de Laura Rodrigues para levantar os valores do humanismo - a coerência, a não violência, o dialogo, a reconciliação. Valores que traduzidos em ação transformarão a sociedade e a nós mesmos.

Vivemos tempos tumultuados . As sociedade estão explodindo por dentro e são necessárias as mudanças sociais que abram o horizonte. Os jovens revisam a historia , a questionam e também resgatam dela o que lhes serve para humanizar suas vidas e dar-lhes sentido. Por essas razoes quisemos reeditar essa versão ampliada e melhorada da obra da deputada Laura Rodrigues . Seu filho Simon editor e Vlado deputado nos pareceram sinais de uma busca de novos significados e de novos modos de expressão e ação.

Préfácio do Livro "A quien quiera escuchar" por Dario Ergas.

-----------------------------------------------------------------------------

Agradecemos a Maroly que gentilmente fez a tradução!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

VIOLÊNCIA EM GAZA

O partido humanista internacional repudia as ações militares de Israel em território palestino e manifesta sua solidariedade com o povo que sofre uma agressão de inesperada violência e diante da ameaça de abusos ainda maiores. Da mesma forma, denunciamos a campanha de desinformação que bloqueou manifestações de solidariedade em muitos lugares do mundo e a manifesta inoperância das Nações unidas.
A decisão do governo de Israel conta com o apoio explicito dos Estados Unidos e a cumplicidade dos países da OTAN-NATO e o rechaço de sua própria população que está sendo reprimida internamente pelo governo de direita de Netanyahu.
A comunidade internacional está começando a buscar esclarecimento e exatidão para o que se denomina superficialmente conflito Israel-Palestina, quando na verdade se trata de um avanço territorial de Israel que omite toda a consideração humanitária.
Cada vez que ocorrem estes reiterado enfrentamentos que já desde 2008 se tornaram constantes e reduzem o território de Gaza e Cisjordania, a maioria dos paises se pronunciam inutilmente em "favor de um Estado Palestino e do cumprimento irrestrito por parte de Israel das resoluções das Nações Unidas, que continuam sendo violadas de forma permanente." É evidente que com manifestações de repúdio e exortações à paz não se consegue absolutamente nada, tendo que avançar com firmeza na tomada de posição frente à crueldade manifesta pelo governo de Israel.
Os humanistas chamam as pessoas de boa vontade em todo o mundo a pressionar as organizações sociais, sindicais, politicas, culturais e qualquer outro tipo que pertencem, a desenvolver todas as ações necessárias para condenar a reação violenta do governo de Israel, concretar ações de solidariedade com o povo palestino, denunciar a manipulação midiática e parar este genocídio. 
Chamamos igualmente para realizar ações de resistência às agressões de Israel, de forma criativa e não violeta, que pode ser o rechaço aos produtos israelenses, a suas empresas e negócios presentes nos diferentes países e dirigir mensagens de repúdui a esta política aos consulados e embaixadas de Israel em todo o mundo, com copia aos representantes da Onu em cada lugar.
Finalmente destacamos a valentia de milhares de cidadãos que opoem à guerra e atuam em seu próprio país procurando parar o massacre. Existem grupos de mães israelenses e palestinas que trabalham pela paz. Devemos dar-lhes todo nosso respaldo e visibilidade nas redes sociais e meios alternativos.
Para todos os seres humanos que acreditam na paz e na harmonia entre as nações existe um novo desafio e uma nova empreitada: O fim da guerra no Oriente Médio e dar passos em direção à reconciliação e à convivência pacífica entre os povos palestino e israelense, tirando dali as mãos dos mercenários de guerra, que a promovem vindos de poderosos países alheios à região.
Equipe Internacional Humanista

segunda-feira, 24 de março de 2014

Festa de Inauguração Casa 40 - Dia 29/03/2014, Sábado, às 18h

  No sábado dia 29/03/2014 haverá a Festa de Inauguração da Casa 40, uma iniciativa com foco humanista. Na festa teremos música, conversas, a oportunidade de se conhecer pessoas novas, entre outras atividades. Crianças são bem vindas!!
A Casa terá como objetivo ser um centro de cultura e espaço de convivência para atores e entusiastas da dissonância, cientistas, debatedores, produtores de conteúdo, ativistas e afins. Será um local onde serão feitos sarais, debates, cursos, se tratará de artes, política, antimatéria, entre outros temas. Todos estão convidados para confraternização!! O endereço é:

Rua: Bartolomeu de Gusmão, número 40 - Vila Mariana. Próximo aos metrôs Ana Rosa e Vila Mariana.
Mais informações na página do facebook: https://www.facebook.com/casa40?fref=ts
E no evento : https://www.facebook.com/events/1511542442405930/?ref=ts&fref=ts

segunda-feira, 10 de março de 2014

Ato 08 de Março em SP

Os Humanistas estivemos presentes no Dia Internacional da Mulher, vestidos com uniforme ADNV (Ação Direta Não-Violenta), o ato foi realizado na Avenida Paulista e contou com diversas organizações feministas. Lutando pela Não-Violência e pela Não-Discriminação das Mulheres de todo o Mundo!

Também estivemos comemorando o aniversário de fundação do Partido em todo o Mundo!


sexta-feira, 7 de março de 2014

Marcha Mundial das Mulheres 2014

Amanhã (08 de Março de 2014) estaremos participando da Marcha Mundial das Mulheres, vem participar conosco desta manifestação!

Em SP já tem mails de 1670 pessoas confirmadas, mas é provável que apareça um número maior de pessoas, nós estaremos nos encontrando as 09h00
no Vão Livre do MASP, estarei no grupo com bandeiras laranja e de macacão branco, pela ação direta não-violenta e não-discriminação!

CONVITE - 8 DE MARÇO  em São Paulo
Ato do Dia Internacional da Mulher 

Horário: concentração às 9 horas
Ponto de encontro:  Vão livre do Masp, na Avenida Paulista

segunda-feira, 3 de março de 2014

Como Organizar uma Reunião

Para participar do Partido, é necessário organizar uma reunião local, convidando alguns amigos a participar. A reunião pode ser em sua residência, em sua escola, num espaço emprestado, ou onde achar melhor.

Neste website você pode baixar gratuitamente o "Manual de Formação do Movimento Humanista" que tem diversos temas a serem estudados e conversados em reuniões locais do partido. Você pode escolher livremente um tema inicial para ser conversado na reunião.

Para organizar uma reunião sugerimos os seguintes Passos:
1 -  Convidar amigos e/ou familiares e explicar que se quer montar um novo grupo do partido na cidade.
2 -  Ler e intercambiar rapidamente sobre um dos temas do manual do movimento (não mais que 15 minutos)
3 -  Passar para todos a ficha de adesão que segue em anexo
4 - Conversar livremente sobre que tipo de ações e projetos gostariam de organizar na cidade ou no bairro e anotar junto com a lista de presença e os contatos de quem veio (nome, telefone, e-mail, etc...)

Também podem assitir este vídeo que tem mais detalhes e informações sobre nosso Movimento

História da Não Violência - Parte 1/5 - YouTube



Quaisquer dúvidas nos avise - Fale Conosco

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bate-papo sobre a Consciência Inspirada no Humanismo do Renascimento

com Javier Tolcachier. ENTRADA FRANCA.

27/04/2013 das 14h às 17h30.  

Programação:
14h - Chegada ao Parque de Estudo e Reflexão Caucaia
15h - Início do Bate-papo com Exposição de 
         Javier Tolcachier: Autor do Livro "La Caída del Dragón y del Águila"
          e de "Memórias del Futuro", membro Fundador 
          do Movimento Humanista em Córdoba, Argentina.
16h30 -  Roda de Conversa sobre o Humanismo no Mundo
                e os Processos Sociais e Políticas da América Latina.
17h30 - Encerramento

Local: Parque de Estudos e Reflexão Caucaia.
Rua Katoji Sogabe, 195. Bairro Caucaia do Alto - Cotia/SP.

lnscrições:  contato@ph.org.br

---------------------------------------------------------------------

Sinopse:

Consciência Inspirada no Humanismo do Renascimento

Nos focaremos em Marsilio Ficino, Giovanni Pico della Mirandola e Giordano
Bruno, protagonistas nos quais intuímos casos de consciência
inspirada.

Por onde andavam estes buscadores no transcurso de sua experiência de elevação interior:

Insatisfeitos com a paisagem humana de sua época, com a necessidade de rebelar-se 
ante a imposição eclesiástica alçaram-se nossos heróis em busca de verdades eternas,

Buscaram a Liberdade e Imortalidade, através do contato com a sabedoria da Mente 
e o reconhecimento do Sentido universal da espécie humana.

É o Humanismo do Renascimento expressão do contato com o Sagrado?

Características principais deste humanismo histórico:
"1. A reação contra o modo de vida e os valores da idade média. Assim
começou um forte reconhecimento de outras culturas, particularmente da
greco-romana, na arte, na ciência e na filosofia.
2. A proposta de uma nova imagem do ser humano, do que se exaltam sua
personalidade e sua ação transformadora.
3. Uma nova atitude com respeito à natureza, a qual é aceita como ambiente
do homem e já não como um submundo cheio de tentações e castigos.
4. O interesse pela experimentação e investigação do mundo circundante,
como uma tendência a buscar explicações naturais, sem necessidade de
referências ao sobrenatural."

O que os deixou tão inspirados? O que torna uma Consciência Inspirada?
"A consciência inspirada é uma estrutura global, capaz de conseguir intuições
imediatas da realidade. Por outra parte, é apta para organizar conjuntos de
experiências e para priorizar expressões que costumam ser transmitidas
através da Filosofia, a Ciência, a Arte e a Mística."

Para baixar o estudo na íntegra em Português:

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org