terça-feira, 25 de março de 2008

Ato contra as privatizações dia 26 de Março

Em defesa das políticas públicas,
contra as privatizações!

Privatização da Cesp: é vida cara e apagão


O governo Serra está preparando um dos maiores golpes contra a população do Estado de São Paulo: a privatização do setor elétrico. Em leilão previsto para o dia 26 de Março, o governo pretende entergar a Cesp (Companhia Energética de São Paulo) de mão beijada ao grande capital internacional. As consequências serão desastrosas para o povo paulista: aumento das tarifas, desemprego de profissionais especializados, queda da qualidade de serviços. De quebra, cede aos investidores estrangeiros o controle do multiuso da água, que poderão cobrar altas taxas pela irrigação, saneamento básico e pelo transporte pluvial da hidroviária Tietê-Paraná.

As empresas não cumpriram a meta de expandir a capacidade de greração de no mínimo 15% em oito anos. Ao mesmo tempo, as tarifas foram reajustadas, em dez anos, em 327,03%, frente a uma inflação de 93,53% no mesmo período. Ou seja, quem paga a conta da privatização das estatais, em última análise, é o consumidor.

Sem investimentos, o risco de apagão no Estado de São Paulo é iminente. A CTEEP (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista) foi vendida a uma empresa colombiana em 2006. Resultado: no início de março deste ano, a explosão de uma torre de transmissão de energia na Capital deixou mais de 2,7 milhões de pessoas no escuro!

Para manter sua política entreguista e neoliberal, o governo Serra persegue líderes sindicais, estudantes e dos movimentos sociais. Também faz de tudo para cercar os movimentos sindicais. O presidente da APEOESP, Carlos Ramiro de Castro, por exemplo, foi condenado a pagar quase 4 milhões em função de uma passeata de professores em maio de 2005, quando se evitou a demissão de 120 mil professores da rede pública. Na última greve, 60 metroviários foram demitidos. Nem todos os estudantes ele perdoa. Alunos da Unesp estão sendo processados por Serra.

Diante desta política que entrega nas mãos das multinacionais o patrimônio público construído com o suor do povo, convocamos todos para se juntarem na luta contra a privatização da Cesp. Defendemos políticas públicas para o povo. Serviços essenciais como a energia não são fonte de lucro para poucos!


ATO UNIFICADO
DIA 26 DE MARÇO
LARGO SÃO BENTO

A PARTIR DAS 08 HORAS


Convocam:
CUT, CGTB, CONLUTAS, CTB, INTERSIDICAL, UBES, UMES, UNE, UPES, UEE-SP, UGT, NCST, FMP, MH, MST

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Partido? Então cadastre-se para receber boletins virtuais por Email ou RSS. Não gostou? Entre em contato e sugira uma pauta. * Deixe aqui suas opiniões e comentários.

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org