terça-feira, 27 de maio de 2008

Carta dos Porta-vozes sobre a Campanha Mundial

Campanha mundial contra o projeto de "escudo espacial" e para o desarmamento proporcional e simultâneo.

O projeto de DMN dos Estados Unidos das Américas - seu sistema de defesa de mísseis nucleares - é um projecto muito complexo que envolve a produção de novas armas e E.U. a instalação de bases militares em diferentes partes do planeta. Em especial, na Europa, o primeiro passo é instalar um sistema de radar na República Checa, assim como uma base de interceptação de mísseis na Polônia.

É evidente que as reações dos governos da Rússia e da China recriam uma atmosfera de "guerra fria". As tensões internacionais estão aumentando e uma nova corrida armamentista (tanto convencionais e nucleares), foi reiniciada.

Ainda que o projeto da Administração Bush seja apresentado como uma defesa contra a ameaça dos mísseis do Irão ou da Coréia do Norte, nós o vemos como uma primeira arma de ataque para permitir aos E.U.A iniciar um ataque nuclear contra qualquer país do mundo. A instalação deste sistema é o primeiro passo para ganhar controle militar sobre o espaço. Tal como Noam Chomsky argumenta, "a instalação por parte dos Estados Unidos de um sistema de defesa antimísseis no Leste Europeu é praticamente uma declaração de guerra, um instrumento de dominação mundial."

Estamos solidários com os dois corajosos jovens humanistas Checos Jan Tamas e Jan Bednar, que desde 13 de maio de 2008 se encontram em greve da fome em Praga, para pedir que a vontade dos dois terços da população checo seja respeitada e que o assunto de instalar uma base militar dos E.U.A em território checo se submetta a um referendo, instrumento essencial de toda democracia real. Muitos outros estão se unindo a seu protesto em toda a Europa e em todo o mundo, através de jejuns, diversas ações de protesto e organizando ações comuns mais enérgicas

Num momento de crise mundial, em que milhões de seres humanos carecem da possibilidade de alimentar-se, é irresponsável gastar centenas de milhares de milhões de dólares com a guerra e com a produção de novas armas. É aberrador o aumento dos gastos militares nos últimos tempos, assim como o acordo da OTAN com os E.U.A no seu projeto belicista.


Em um momento tão difícil na história mundial, as pessoas comuns não apoiam nenhuma política que empurre o planeta para a catástrofe. Deve converter-se em tarefa de cada pessoa corajosa o fazer todo o possível para evitar uma possível guerra nuclear e, portanto, impedir ao Governo dos Estados Unidos das Américas o controle militar e nuclear sobre o espaço.


Além disso, parece-nos uma piada e uma grosseira manipulação por parte de grandes instituições financeiras, como o Banco Mundial, liberar várias centenas de milhões de dólares para estabilizar os preços dos alimentos, sabendo que esses montantes não constituem nem o 0,1 por cento dos gastos anuais mundiais para armamentos! É tempo para que todos os povos do mundo peçam com força para que esta vergonha se acabe e para que a produtividade e a criatividade da espécie humana sejam investidas em superar a dor eo sofrimento humano, em vez de produzir ganhos para uma minoria que agora pretende ter o total controle sobre o planeta.


Apelamos a cada um dos governos do planeta para que tomem uma posição clara e decidida, negando-se em apoiar o projeto do escudo espacial porque ameaça a paz e a convivência dos povos da nossa terra e porque ameaça até mesmo a própria sobrevivência da nossa espécie. Pedimos que cada governo do mundo expresse seu rechaço decidido à tentativa do governo dos E.U.A. de dominar todo o planeta e a humanidade inteira e que estes se ponham de acordo com um plano de desarmamento proporcional e simultânea entre os diferentes países do mundo.


Não queremos novas bases militares ou ampliação das já existentes, nem na Europa nem em outras partes do mundo. Queremos a eliminação de todos os arsenais nucleares, como um primeiro passo para o desarmamento total do nosso planeta.


É tempo de realizar o sonho milenário dos melhores dos nossos antepassados, é hora de ouvir as vozes dos bilhões de homens e mulheres da nossa terra: que as melhores aspirações dos seres humanos sejam realizadas e que, finalmente, a não-violência seja o comportamento dominante, e se faça a paz.

27 de maio de 2008

Giorgio Schultze, Itália
Europeu porta-voz do Novo Humanismo

Ivan Andrade, Moçambique
Porta-voz do Humanismo em África

Chris Wells, E.U.A.
Porta-voz do Novo Humanismo na América do Norte

Sudhir Gandotra, a Índia
Porta-voz do Novo Humanismo na Ásia-Pacífico

Tomas Hirsch
Porta-voz do Humanismo na América Latina


 
Como primeiro passo, convidamos todos os simpatizantes a assinar a petição on-line, que é encontrado em www.nonviolence.cz.
 
Até o momento existem cerca de 17 000 assinaturas de todos os países do mundo fora os da República Checa, e certamente nós podemos aumentar muito esse número se levantarmos esta questão como um dos aspectos prioritários em todas as partes do mundo.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Partido? Então cadastre-se para receber boletins virtuais por Email ou RSS. Não gostou? Entre em contato e sugira uma pauta. * Deixe aqui suas opiniões e comentários.

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org