terça-feira, 20 de maio de 2008

REITORIA DA USP QUEBRA ACORDO DE DESOCUPAÇÃO DE 2007

Mensagem enviada pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP - SINTUSP.
 
REITORIA DA USP QUEBRA ACORDO DE DESOCUPAÇÃO DE 2007
 
Reitoria nega participação de funcionários da USP em Congresso e descumpre com acordo de desocupação assinado em 2007.
 
 
Há um ano, estudantes ocuparam a Reitoria da Universidade de São Paulo em defesa da universidade pública, protestando contra os decretos do governador José Serra que feriam a já precária autonomia universitária e criavam a Secretaria de Ensino Superior, entre outros pontos. Os estudantes reivindicavam ainda democracia na universidade e melhorias de condição de estudo, desde mais moradia até construção de salas de aula e prédios adequados que substituíssem construções provisórias existentes há décadas.
 
Após 51 dias, a Ocupação da Reitoria culminou em retratação de parte dos decretos e um acordo assinado pela reitora Suely Vilela, em que se comprometia a uma série de itens. Dentre eles, estava a inserção no calendário oficial de uma semana de paralisação de atividades para a realização do 5º Congresso da USP, no qual participariam as três categorias universitárias, com objetivo de discutir a estatuinte da USP.
 
Passado um ano, a reitora ainda oscila em cumprir boa parte do acordo. Um dos itens descumpridos é a inviabilização do 5º Congresso através de uma tática simples: não emitiu a liberação de trabalhadores funcionários interessados em participar.
 
O argumento utilizado pela Reitoria foi o de que os diretores e chefes de cada unidade e setor decidirão sobre os funcionários de sua área. No entanto, em rápida pesquisa descobre-se que boa parte dos diretores e chefes de unidade não autorizam desde já a saída dos funcionários.
 
Apesar de delegar essa decisão arbitrariamente às unidades da universidade, a reitoria autorizou por conta própria a liberação de aulas para professores e estudantes, sem perdas salariais ou acadêmicas.
 
Ao não permitir a ida de funcionários para o Congresso, a reitoria o inviabiliza e descumpre o acordo de desocupação de 2007, firmado perante toda a sociedade, ratificando a denúncia feita por 51 dias pelos estudantes da Ocupação, que relutaram em aceitar qualquer proposta que não fosse assinada pela própria reitora, ainda assim temendo seu não cumprimento.
 
O 5º Congresso começaria nesta segunda-feira, 26 de maio. Terça-feira, de manhã, haveria a primeira plenária. Chamamos a sociedade a voltar os olhos para sua universidade.

Mensagem enviada pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP - SINTUSP.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Partido? Então cadastre-se para receber boletins virtuais por Email ou RSS. Não gostou? Entre em contato e sugira uma pauta. * Deixe aqui suas opiniões e comentários.

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org