segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Algumas propostas para o Futuro Governo Municipal do RJ

Cidadania
 
  • Cidadania On-Line: terminais informáticos de consulta rápida espalhados pela cidade e conectados a Internet para que o povo saiba quais são as políticas publicas vigentes da prefeitura e projetos que estão sendo discutidos na câmara municipal, para informar-se e fazer saber aos representantes a sua opinião sobre tudo o que afeta os destinos do município
Emprego
 
  • Pleno Emprego Cooperativo: estímulo à criação de cooperativas de produção, serviços e consumo, para zerar o desemprego e trazer para a oficialidade os subempregados.
  • E-Trabalho: estímulo e incentivos fiscais para as empresas que contratem trabalhadores e prestadores de serviços a distância mediante o uso da Tecnologia da Informação vinculada a Internet, o que diminuirá o deslocamento das pessoas cujo trabalho possa ser feito a partir de casa
Administração Municipal
 
  • Município no Bairro: revisão e aperfeiçoamento do papel das Administrações Regionais, para que se transformem em pólos de discussão sobre as políticas municipais sobre todos os temas implantadas nos bairros
  • Transparência 100%: Unificação das informações das Secretarias de Governo e livre acesso a elas pelo cidadão, através de portal Cidadania On-Line

Assistência Social
 
  • Ouça Minha Vida: valorização do papel dos Assistentes Sociais para que possam atender as demandas e dificuldades humanas, ajudando a solucioná-las e encaminhando-as aos canais competentes da administração municipal, para que as resolvam
  • Com Teto: Reformular e ampliar o atendimento aos moradores de rua, mediante a sua hospedagem temporária em locais adequados com vistas a reabilitá-los psicologicamente na medida do necessário e dar-lhes apoio concreto com respeito, p. ex., a solicitação de documentação e capacitação para o trabalho – o objetivo desta política é que estes cidadãos, temporariamente privados de sua cidadania, possam reinserir-se na sociedade. Com respeito aos menores de idade, firmar parcerias com os conselhos tutelares com vistas a localizar os pais ou responsáveis e notificá-los sobre a sua responsabilidade nos termos da lei, oferecendo-lhes os recursos humanos do quadro de assistência social para ajudar a resolver o problema
Transportes
 
  • Quero Chegar: obrigar as empresas concessionárias de ônibus a: i) unificar as linhas duplicadas; ii) disponibilizar o número de carros necessário para suprir o público usuário; iii) prestar o serviço de transporte durante 24h, mediante escala
  • Preço Justo: acompanhamento inflexível das tabelas de custos das tarifas para impedir abusos nos reajustes e nas próprias tarifas
  • Trem Elevado: licitação para a construção do monotrilho (trem elevado) municipal, cujas estações servirão como pontos de integração entre trens, metrõ, onibus e barcas
Enviado por Lincoln Sobral - RJ

Conferência Municipal de Direitos Humanos - RJ

Domingo, 24/8: participe!

Fonte: Agência Petroleira de Notícias (www.apn.org.br)


A Conferência Municipal de Direitos Humanos do Rio de Janeiro, acontecerá no próximo domingo, 24 de agosto, no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher - CEDIM, na Rua Camerino nº 51. A Conferência ocorrerá de 9h às 17h. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.conferen ciarj.wordpress. com ou no local, de 8h às 11h.

Diante dos ataques e criminalização dos movimentos sociais, desrespeito aos direitos humanos, abusos de poder, machismo, homofobia, racismo, dentre outros desafios, é fundamental a presença de todos os que atuam junto aos movimentos sociais.

A Conferência tem como  lema "Democracia, Desenvolvimento e Direitos Humanos: Superando as Desigualdades". Segundo os organizadores, "o principal objetivo é produzir novos caminhos na luta pela garantia dos direitos, acolhendo e legitimando o conjunto de diversidades e levando em conta a necessidade da transversalidade para que os direitos humanos sejam respeitados".

É permitida (e recomendável)  a reprodução desta matéria, desde que citada a fonte.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

MOÇÃO DE PROTESTO - GLBT

MOÇÃO DE PROTESTO - GLBT

Em nome da Secretaria Executiva do Fórum Estadual de ONG/Aids,
instância de coalizão, mobilização e representação política de um
universo de 130 ONG deste estado, vimos manifestar publicamente nossa
indignação e protesto, face a postura reacionária e não condizente
com os princípios democráticos, por parte do legislativo de do
Município de Petrópolis/RJ, representado pelos seus vereadores, que,
esquecendo-se dos princípios que regem a política brasileira e
garantem CONSTITUCIONALMENTE , o estado laico, cederam à pressões de
setores descompromissados com os Direitos Humanos e com a
pluralidade, revogando a Lei que criou, no município de Petrópolis, a
Semana do Orgulho LGBT.

Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2008

Roberto Pereira – CEDUS
Secretaria Executiva do Fórum ONG/AIDS/RJ

Enviado por www.juventudehumanista.blogspot.com

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Comissão RJ Pró-Conferência Nacional

A Comissão Estadual Pró-Conferência Nacional de Comunicação vem convidar a sua entidade para a terceira reunião no dia 20 de agosto, às 19 hs, na sede do Sindicato dos Engenheiros, Av. Rio Branco, n. 277 / 17º andar, na Cinelândia, cujo foco tem sido o Seminário Estadual Pró-Conferência Nacional de Comunicação, previsto para ser realizado em novembro de 2008. Entre as atividades preparatórias discutiremos as ações que serão desenvolvidas nos mês de outubro, ao longo  da Semana Nacional pela Democratização da Comunicação.   

É crescente o número de organizações mobilizadas pela realização da Conferência Nacional de Comunicação. No último encontro 15 entidades estaduais fizeram-se representar:

 

Associação as Rádios Públicas do Brasil -ARPUB

Conselho Regional de Psicologia - CRP

Superintendência de Rádio da Empresa Brasil de Comunicação - EBC

Federação das Rádios Comunitárias do Rio de Janeiro – FARC-RJ

Movimento Viva Rio

Movimento Humanista

Sociedade Amigos da Rádio MEC

Agência Pulsar-Brasil

Jornal Fazendo Media

Sindicato dos Radialistas

Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações – FITTEL

Professores da PUC-Rio

Bemtev

Associação de TV Comunitária-

Rede de Mulheres em Comunicação

Associação Mundial de Rádios Comunitárias-Amarc

 

Nossas reuniões têm por objetivo articular os diferentes atores da sociedade para que a Conferência Nacional de Comunicação seja construída com muitas mãos, da maneira mais abrangente e representativa da complexidade cultural, política, social e econômica do país. A intenção do movimento é que a Conferência seja convocada pelo poder Executivo e que tenha caráter amplo e democrático.

Conheça os documentos básicos da Comissão Pró-Conferência Nacional de Comunicação no site: www.proconferencia.com.br

 

Sua entidade não pode faltar. Venha participar!!!

Comissão Estadual Pró-Conferência Nacional de Comunicação

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Informe Comissão - Goiás - 23/08

Calendario de Ações

21/08 reunião da comissão provisoria estadual para definir materiais que serão usados na caminhada de sabado (23/08) falar sobre a formação de comissões municipais em Aparecida do Rio Doce e Santa Helena de Goias.

23/08 - 13:00 Reunião na Sede Da comissão provisoria Estadual do Partido para definir metas de ação na caminhada e lançamento oficial do site www.phgoias.tk

23/08 - 14:00 Grande caminhada no Bairro Popular em Rio Verde para coleta de assinaturas, divulgação das metas e idéias do partido.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Campanha Alternativa do Samuel

"São Paulo está um caos e se desumaniza mais a cada dia. Mas já existem os meios para resolverem os probelmas essenciais e mais urgentes da população.  Só falta para isso: 1. Vontade política, 2. Participação Popular, e 3. Sua participação."


SAMUEL
HUMANISTA


UMA CIDADE SEM VIOLÊNCIA, COM A PARTICIPAÇÃO DA JUVENTUDE! AGORA É NOSSA VEZ!


Falaremos da campanha e para quem quiser conhecer mais, as formas como cada um pode se somar e construir essa campanha  ativista/eleitoral.

VÍDEO SOBRE O SAMUEL E SUAS PROPOSTAS:

http://br.youtube.com/watch?v=IETr1A2uMSc

WWW.SAMUELHUMANISTA21136.CAN.BR

JUNTE-SE Á CAMPANHA ATIVISTA/ELEITORAL!

SAMUELPFA@YAHOO.COM.BR

Se você também quer mudanças e acha que nessas eleições, muito pouco ou nada poderá mudar, então junte-se á nós. Queremos mais do que votar nessas eleições: propomos o debate, a discussão dos problemas cotidianos e estruturais da cidade e do país, a militânica, o trabalho social e político de base, o trabalho voluntário, orientando nossa campanha para a organização de mais pessoas, para o ativismo, como meio de aglutinar e organizar-nos para pressionar e desmontar o atual regime político e econômico. Faremos atos, manifestações, debates, conversas nos bairros, divulgações de rua, programas de TV aberto ás pessoas, pequenos fóruns e outras ações.


PROPOSTA POLÍTICA:

"Nessas eleições, como em tantas outras, não faremos promessas, não alimentaremos ilusões, nem mentiremos para o povo.
Seguiremos tentando ganhá-las como mais uma maneira de construir uma alternativa política que coloque o ser humano em primeiro lugar: e isso significa essencialmente um novo modelo econômico anti-capitalista e um novo modelo político realmente democrático."

- Participação social efetiva no âmbito municipal
-Redução do salário dos vereadores e prefeito; fim dos privilégios e imunidade
-Caça ás máfias instaladas na Prefeitura, Câmara e Secretarias
-Participação da juventude

Violência Econômica

Enviado por Eduardo Moraes

Nós humanistas distinguimos e denunciamos as diversas formas de violência praticadas na sociedade enferma em que vivemos. Consideramos ao ser humano como máximo valor, acima do dinheiro, do Estado, da religião, dos modelos e dos sistemas sociais. Consagramos a resistência justa contra toda forma de violência, seja ela física, econômica, racial, religiosa, sexual, psicológica e moral. A violência econômica é aquela que se dá quando uma pessoa ou um grupo de pessoas explora a outras pessoas, ou a populações inteiras. Para nós humanistas são fatores da produção o trabalho e o capital, e sobram a especulação e a usura. A violência econômica tem entre seus principais executores os bancos e demais "empresas" que integram o sistema financeiro.

Atualmente um dos principais mecanismos de exercício da violência econômica consiste na cobrança indevida por serviços inexistentes (tarifas bancárias) e juros. Pior do que a ilegalidade de grande parte das tarifas bancárias é a prática do lançamento automático de débitos nas contas dos clientes em situações nas quais não há qualquer prestação de serviço. Este é o caso da tarifa por uso da porta giratória, prática denunciada por Claudia França, cliente do Banco do Brasil, cuja cobrança foi confirmada pelo Procon do Distrito Federal durante o programa Participação Popular, veiculado em 2007 pela TV Câmara. Impossibilitados de interpretarem seus extratos onerosos e propositalmente ilegíveis, milhões de usuários tornam-se presa fácil do sistema financeiro.

O enriquecimento exorbitante dos bancos e suas receitas anuais bilionárias se baseiam no roubo. É importante que a população esteja atenta e denuncie as práticas desonestas das instituições financeiras e eleja pessoas honestas e sem o rabo preso com os bancos, pessoas dispostas a levar essas denuncias aos centros de decisão política. No Brasil as tarifas bancárias, ao lado do crédito (empréstimo sob cobrança de juro), respondem por mais de 70% da lucratividade do sistema financeiro. Com índices de aumento que superam os da inflação em até cinco vezes, as tarifas representam uma forma de violência tão nociva quanto a usura e a violência física, a mais grosseira de todas, que se expressa, por exemplo, no uso das armas.

A ação anti-humana do sistema financeiro foi tema do vídeo-debate Tarifas Bancárias: um mecanismo de violência econômica promovido em Diadema no dia 08 de março por membros do Partido Humanista. Uma vez eleitos, nossa ação será ampliada no sentido levar a denúncia desta grave forma de violência aos locais de freqüentação pública através do projeto da Campanha de Educação para a Não-Violência. Ao proceder assim estaremos também em condições de mobilizar as forças progressivas capazes de reverter esta situação.



Confira a seguir algumas dicas do promotor de justiça Leonardo Bessa, do Ministério Público do Distrito Federal, em entrevista concedida ao jornal Ação Direta Não-Violenta, publicado pelo Movimento Humanista:

ADNV – Que medida a mulher e o homem comum podem adotar quando se vêm violentados economicamente pelos bancos?

Bessa – Existem dois caminhos. Um deles é o Procon. Qualquer reclamação do consumidor, inclusive sobre instituição financeira, pode ser levada ao Procon. Mas é importante o consumidor verificar se em sua cidade o Procon é forte. Caso o Procon funcione, então leve a questão. Peça a devolução da tarifa e eventualmente alguma indenização, conforme a situação, por danos morais ou materiais do caso. Um outro caminho, que é paralelo, não exclui [o Procon] é a Justiça. Não é necessário pagar advogado. Hoje nós temos os juizados especiais cíveis, chamada Justiça de Pequenas Causas, que para as questões de até vinte salários mínimos não é preciso pagar custas. E mais, a lei diz que deve haver um servidor lá para fazer o requerimento inicial para o consumidor. Então a pessoa só precisa levar os documentos referentes à cobrança indevida de tarifas. Uma cobrança que é absolutamente ilegal e os bancos tem praticado é a de liquidação antecipada, quitação de financiamento. Se isso foi cobrado indevidamente – às vezes é um valor de R$ 500, R$ 1000 ou 300 reais – você pode levar ao Juizado, explicar à pessoa que lhe atender, e pedir a devolução em dobro. O Código de Defesa do Consumidor diz que tudo que é cobrado indevidamente pode e deve ser devolvido em dobro, artigo 42

ADNV – Essas três resoluções que disciplinam a cobrança de tarifas bancárias, editadas em dezembro do ano passado pelo Banco Central, são reflexo de reivindicações da sociedade civil ou de ações em via judicial? Quais fatores favoreceram sua criação?

Bessa – Vários, talvez eu exclua algum fator... Primeiro e muito forte: o Ministério Público Federal emitiu uma recomendação, e o Procurador Geral da República assinou, no início do ano passado, mostrando todos esses problemas das tarifas e dizendo que o Banco Central teria que editar uma regulamentação que defendesse o consumidor. Segundo: Câmara Federal dos Deputados. Foi instituída uma comissão para discutir tarifas bancárias com a convocação de várias pessoas do Banco Central e com a pressão de editar uma lei para regulamentar em favor do consumidor. Terceiro: o próprio Ministério da Fazenda. Houve um movimento no Ministério da Fazenda demonstrando que essas tarifas são abusivas. E também a sociedade civil.



Refundação de São Paulo

No dia 18 de agosto,segunda-feira, das 10h às 13h no Pátio do colégio, marco zero do nascimento da cidade de São Paulo membros do PCB e PH estarão refundando São Paulo.
 
A cidade de São Paulo foi concebida e continua se desenvolvendo para atender aos interesses do grande capital, dos especuladores imobiliários e dos empresários em geral.
 
A cidade de São Paulo tem sido governada, há séculos, por uma elite obtusa e autoritária, que sempre buscou afastar a população das decisões econômicas e políticas.
 
Vivemos uma situação caótica na qual os cidadãos paulistanos estão submetidos as piores consequências da exploração capitalista e o aumento das distintas formas de  violência: econômica, racial, gênero, moral e física.
 
O programa da Governança Comunista pelo Poder Popular vê a cidade com um outro olhar: baseado na construção do Poder Popular através dos conselhos populares das mais diversas áreas(saúde, educação, segurança, cultura, trabalho etc).
 
Avançar na conscientização da população para a necessidade de construção do socialismo a partir do poder local é o nosso objetivo central nestas eleições.
 
Essa São Paulo que vivemos não é a São Paulo que queremos, pois isso é dada a hora de Refundar São Paulo!
 
Com a participação de todos construir uma nova cidade: mais justa, humana e solidária, pois se queremos ser os donos de nosso destino, nossa atuação é baseada na premissa que o poder seja realmente para o povo.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Informe Comissão Estadual - Goiás

No dia 09/08/2008 reuniu-se com o intuito de
fundar o partido no estado de goiás estudantes e pessoas de bem deste
estado, a primeira reunião além de definir a diretori provisoria
estadual definiu também a diretoria provisoria municipal de Rio Verde
Goiás e os contatos ja foram abertos para formação da comissão
municipal em outros municipios, Santa Helena de Goiás, Aparecida do
Rio Doce e Caçu em breve estarei encaminhando a ata da reunião.

Yussef Willian
Comissão Provisoria - Goiás

O que é Wikipolitika?

Wiki Polítika 2.0 é um novo conceito de criação e fiscalização de políticas públicas através de mecanismos interativos da internet, hoje já é possível que toda a população seja consultada permanentemente sobre as novas leis, sobre o orçamento do município, sobre o destino das verbas públicas, sobre questões coletivas, etc.

Propomos uma mudança radical, sairmos da pré-histórica Democracia Representativa (onde tudo é decidido por representantes) para darmos um salto evolutivo na implantação de uma Democracia Direta (onde tudo é decidido diretamente pela população).

Hoje é plenamente possível que todos possam opinar e votar rapidamente nas leis e orçamentos da cidade, do estado, da Nação ou até mesmo de toda a Região Latino-Americana?.

Atualmente podemos rapidamente criar sistemas de votação eletrônica divididos por bairros, cidades e regiões assim como por temas específicos como Educação, Saúdes, Mídia e Comunicação, Cultura, Meio-Ambiente?, etc... para resolvermos coletivamente os conflitos e as questões sociais.

E mesmo que inicialmente ainda não se torne oficial, caso alcance um número massivo de participantes, os sistemas de politica interativa, facilmente acessível para todos via internet e telefones podem ganhar um explosivo peso moral na decisão dos governantes e nos hábitos políticos das pessoas comuns.

Para aqueles que duvidam da viabilidade técnica de projetos assim, basta explicar que os bancos hoje permitem que movimentemos todo nosso dinheiro via internet e celulares, os programas de TV promovem absurdas votações para seus reality shows com participação massiva de boa parte da população, também através da internet e dos telefones.

Assim que a tecnologia já existe e está a nossa disposição, falta vontade política para começarmos a usá-la a favor do povo e não somente dos poderosos.

A partir de Hoje nos manifestaremos continuamente até todos percebam que só teremos futuro enquanto humanidade se obtivermos participação massiva nas questões coletivas e que qualquer representação política nunca responderá cabalmente a todas as necessidades de um povo, que precisa aprender a participar dos processos de decisão.

E você é peça fundamental desta campanha, você pode colaborar muito, mesmo a distância.

COMO AJUDAR?

Espalhando - através da própria internet, espalhando o texto acima para os amigos através das redes como orkut, msn,myspace, hi5, facebook, etc.

Enviando Textos - preparar slogans, textos criativos, poesias e nos enviar para ajudar a divulgar a Wiki Política.

Enviando Imagens - bolar animações, banners, slides, fotomontagens, cartazes html, papéis de parede para micros e para celular para reenviarmos via grupos de e-mails, para deixarmos a disposição aqueles que quiserem subir em seus sites e blogs.

Enviando Audios - gravar narrações em áudios, músicas, jinglles, raps para reproduzirmos via mp3 em toda a net.

Enviando Vídeos - filmar situações engraçadas assim como ações e manifestações lúdica e não-violentas para retransmitirmos de forma viral pelo youtube, videolog, FizTV e outras TVs por internet.

Enviando Blogs - criar para Wiki Politika um blog, um site, uma comunidade no orkut ou em outras redes sociais, e nos enviar o endereço, precisa ter o nome Wiki Politika e estar dividido por bairro, região, cidade ou estado, ou pode ser por foco temático como Saúde, Educação, Cultura, Tecnologia, Transporte, Moradia, Direitos Humanos, Ecologia, Mída e Comunicação, Juventude, etc.

Enviando Aplicativos - programar API´s, plugins e aplicativos opensource para iniciarmos uma difusão viral via redes sociais, e-mails e mensagens SMS. Recomendamos base em PHP e Gnu, com sistemas abertos como Wikimedia e Tikiwiki. Programar aplicativos e jogos para divulgarmos a Wiki Polítika via celulares.

Enviando Ações Diretas - organizar um grupo de amigos para se manifestar realizando alguma ação fora do comum, maluca, de reivindicação ou denúncia, tirando fotos e/ou filmando a ação e reenviar por internet. Recomendamos anexar por escrito ou em áudio os motivos que levaram o grupo a realizar a ação direta.

Enviando Doações - para permitir o autofinanciamento desta campanha, pedimos contribuições somente para pessoas físicas, assim garantimos nossa independência com relação aos poderosos. As doações podem ser feitas em dinheiro, ou em materiais e equipamentos, como Computadores, Câmeras, iluminação, áudio, etc...
SAIBA MAIS:

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Propostas de Mídia e Comunicação para os Programas de Governos

Enviado por Gunther Aleksander

Abaixo estão nossas propostas de mídia e comunicação para serem incluídas nos programas de governos municipais de todos aqueles que
acharem conveniente sua inclusão, em qualquer cidade do país.
 
Muitas destas propostas foram construídas coletivamente através dos fóruns humanistas, fóruns sociais e do fórum de mídia livre.
 
De todas as formas continuamos abertos ao intercâmbio em busca de novas soluções e respostas ao poder tão concentrado que as mídias tradicionais exercem hoje. Aqueles que tiverem novas sugestões e propostas por favor nos enviem.
 
O principal objetivos é iniciar uma processo para obtenção da concessão de um canal de TV aberto a nível nacional que seja conduzido verdadeiramente pelos movimentos sociais, sem interferências do governo na pauta da programação.
Precisamos de um canal oficial para nos defender das acusações e manipulações que a mídia sempre tenta fazer para incriminar os movimentos.

 
Propostas de Mídia e Comunicação para os Programas de Governos Municipais
 
 
Políticas públicas de comunicação

1 - Convocar anualmente e dar suporte à realização de uma Conferencia Municipal de Comunicações nos moldes das conferências de outros setores já realizadas no país.
 
2 - Lutar pelo estabelecimento de políticas democráticas de comunicação, na perspectiva de um novo marco regulatório para o setor que inclua um novo processo de outorga das concessões, a democratização e universalização da banda larga, o fortalecimento das rádios comunitárias, criação de pontos de mídia e tvs comunitárias em todos os bairros da cidade.
 
3. Estabelecer políticas de participação popular no campo da comunicação, com a criação de conselhos municipais voltados à construção e à apropriação das políticas da área e ao controle popular da mídia.
 
4. Promover estudos e debates e difundir informações referentes a temas como as concessões, rádios comunitárias, TV e rádio digital, inclusão digital, propriedade intelectual etc.
 
5. Atuar no plano local e regional aproximando as lutas da comunicação às dos movimentos sociais, visando à construção de um projeto popular para o Brasil.
 
6. Criar mecanismos permanentes de consulta popular através da internet, tv digital e telefonias fixa e móvel, para consultar a população sobre o orçamento anual da cidade, novas leis e regulamentos municipais, projetos da prefeitura, etc.
 
7 - Promover outras políticas públicas de incentivo à pluralidade e à diversidade por meio do fomento à produção e à distribuição de conteúdo gerado pelas novas mídias.
 
Incentivo a novas mídias

1. Apoio a criação de um portal colaborativo que reúna diversas iniciativas de mídia livre na cidade de SP.
 
2. Mapeamento dos produtores populares de mídia na cidade de São Paulo, incentivando o jornalismo comunitário através de blogs, rss e redes sociais.
 
3. Criação de Pontos de Mídia Livre inspirados nos moldes de Pontos de Cultura. Porém, com ressalvas quanto à elaboração dos editais que garantam espaços efetivos para a mídia livre.
 
4 - Transformar espaços públicos como escolas municipais, bibliotecas e casas de cultura em pontos de mídia, equipando estes espaços com estúdios de rádio, tv e internet, para produções digitais e audiovisuais.
 
5 - Criar uma TV Comunitária, uma Rádio e um Portal Colaborativo em cada ponto de mídia local para transmitir continuamente em cada bairro todo a produção local.
 
6 - Inclusão da produção audiovisual e digital no currículo das escolas de ensino básico em todas as escolas municipais, com o objetivo de formar estudantes e incentivando a produção local de novos conteúdos e mídias colaborativas no sentido de fazer frente ao poder concentrado das hegemônicas mídias tradicionais.
 
7 - Promover junto com as universidades cursos de extensão em parceria com os produtores de mídia popular e estimular a criação de disciplinas especificas de mídia livre;
 
8 - Criar uma TV Pública Municipal dirigida por um colegiado composto de representantes dos movimentos sociais, prefeitura municipal e organizações do setor artistico. Com objetivo de ser
um canal de denúncias sociais e defesa dos direitos da população, dando visibilidade à diversidade de sujeitos e discursos, diversidade de idades, gênero, étnico-racial e regional, política, religiosa, ambiental, etc.
 
9 - Buscar espaços para exibição de conteúdo produzido por movimentos sociais na TV pública.
 
Comunicação Municipal
 
1 - Converter o site da prefeitura numa plataforma de convergência da produção de mídia livre, no estilo wiki, colaborativa; difundindo as produções locais.
 
2 - Promover canais de comunicação direta com a população no estilo web 2.0 para aplicar mecanismos de democracia direta e consulta popular permanente acerca do orçamento municipal, resoluções, novas leis, políticas públicas, programas de governo, projetos municipais, etc.
 
3 - Criação de redes de comunicação em cada bairro integrando as diversas tecnologias de internet, rádios e tvs comunitárias do bairro.
 
4 - Denunciar públicamente o repúdio formal aos sistemas digitais de Rádio e Televisão que foram adotados recentemente pelo governo federal. Explicitar para o grande público que adoção dos modelos atuais (Iboc para rádio e padrão japonês para TV), da maneira como vêm sendo implementados, revela um retrocesso e não um avanço na área de Comunicação.
 

INTERNET E A POLÍTICA

O caminho entre a promessa e a realidade

A internet está mudando a prática política nas democracias representativas?

Essa foi a principal questão que mobilizou pesquisadores de importantes instituições de ensino do país numa das sessões da área temática "Cultura Política e Democracia", no VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) realizado na Unicamp, entre os dias 30 de julho e 1º de agosto.
 
Leia na íntegra:
 

Ressaltamos que nós humanistas defendemos a democracia direta e plebiscitária, e que a internet pode facilmente ser usada como mecanismo de consulta popular, assim como os telefones fixos e celulares.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Debate sobre Software Livre

Convite para um debate sobre Software Livre.

Ata reunião do dia 05/08 - PH/SP

 
Ata Reunião Diretório Estadual PH/SP - 05/08  
 
Temas tratados:
- Jornal  
- Site
- Atendimento dos contatos
- Divulgação de candidatos humanistas
- Vídeos Campanha Eleitoral
- Indicativo para Próxima Reunião e demais calendários
 
Contexto
A partir de 19 de agosto teremos exibição dos programas de TV no horário eleitoral, com os candidatos humanistas. Será uma oportunidade de difusão de nossos candidatos humanistas, além de divulgar um site no qual iremos concentrar informações do partido humanista. Esse site não será o site nacional do PH, será um site reservado para a campanha de São Paulo. Com essa difusão teremos a necessidade de produção de materiais dos candidatos e atendimento de interessados no Partido Humanista.
 
Para essa campanha definimos 03 prioridades:
- Novos Militantes
- Assinaturas de adesão para o PH
- Candidatos Eleitos
 
Jornal
Como tratado na reunião anterior faremos um jornal, que além dos temas de Campanha, com o perfil e foto de cada candidato humanista, terá também matérias sobre o Fórum Latinoamericano (pois o IIIFHB não dá mais tempo) e a Marcha Mundial. Fernanda(73) tinha se postulado a fazer as matérias. Thiago se postulou a fazer matéria sobre a Legalização do PH e a diagramar. O valor do jornal é R$ 770,00. Além dos participantes do diretório, Crica verá com os demais conselhos se vão fazer pedidos do Jornal, que sai a R$ 0,16cd
 
Site
Crica verá com o Gunther(199) um domínio ou site já pronto que centralizará os contatos da Campanha. Samuel(136) não poderá ver o tema do site.
 
Atendimento dos Contatos
O local da Cesário Mota será de atendimento para os contatos que vierem pegar informação e materiais. Haverá um rodízio de pessoas para atendimento informativas.
Thiago se postula para quarta e quinta à noite. Wallace(469) tem disponibidade para semana durante o dia. Crica verá outras postulações e calendário.
 
Divulgação de Candidatos Humanistas
Foi conversado sobre a importância de divulgar as candidaturas e através das listas que participamos ver eventos e atividades que nossos candidatos pudessem participar.
A candidatura a prefeito de Edmilson Costa PCB, está tendo dificuldades de inserção na mídia (debates, entrevistas etc) sendo assim, seria interessante divulgar ao máximo nossos candidatos nos bairros, associações etc
 
Vídeos Campanha Eleitoral
O tempo de exibição dos vereadores no Programa Eleitoral é uma resolução do TSE.
Dentro desse tempo estabelecido faremos um acordo com o PCB de tempo reservado aos candidatos humanistas. Os vídeos terão que estar no formato betacan, Thiago verá com um colaborador a possibilidade de conversão para esse formato.
 
Indicativo para Próxima Reunião e demais calendários
12/08 - Envio de matérias para o jornal
 
16/08 - sábado - 19.30h
Confraternização da Campanha do Candidato Samuel Humanista 21136
Casa Laranja - Tatuapé
 
18/08 - Atividade Conjunta com o PCB - Refundação de São Paulo
Pátio do Colégio - 12h às 13hs
 
18/08 - Indicativo de Próxima Reunião do Diretório e Comissão de Campanha
Quem sugerir outra data o faça essa semana.
 
23/08 - sábado - local e horário a confirmar
Confraternização da Campanha do Candidato Professor Régis 21469
Bairro Grajaú 

__,_._,___

Fórum Preparatório em SP

Segue um especial convite para o Encontro Preparatório em SP do 3º Fórum Humanista Brasileiro que vai acontecer nos dias 22, 23 e 24 de agosto em Curitiba.
Sejam bem-vindos!


.: Encontro Preparatório SP :.


sábado 9 de agosto às 18:30hs

Rua Albuquerque Lins, 306 - Sta Cecilia - SP
(ao lado do metrô Mal. Deodoro)

Neste encontro passaremos todas as informações do Fórum
:: significado do Fórum ::  formas de participação (divulgação, organização, etc) :: mesas temáticas :: informações sobre transporte e hospedagem ::
 :: Encontro Social no final ::

SP presente! Vamos?
busao

A Não-violência é força que transformará o mundo!

O Fórum Brasileiro, que acontece nos dias 22, 23 e 24 de agosto, na cidade de Curitiba, será um amplo espaço de encontro, aprendizado e inspiração para superar a violência nas suas várias formas. Ele faz parte de uma série de fóruns nacionais que estão sendo realizados para converger no grande III Fórum Latino-americano em novembro em Buenos Aires, Argentina.


1° Fórum Periferia Unida

Responsáveis: Jeferson Albino, Michael Almeida e Rodrigo dos Santos

Estaremos realizando um fórum prévio ao fórum Brasileiro afim de ir ampliando as idéias e imagens da mesa, o fórum será realizado dia 17/08 em Itaquaquecetuba, 1° Fórum Periferia Unida Contra toda forma de violência e discriminação. Coordenada por Rodrigo

Maiores inf.: http://www.zinerexistir.blogspot.com/

Também fizemos em oficinas: Campanha por uma Francisco Morato não violenta

Maiores inf.: http://geraacoes.blogspot.com/

Estaremos divulgando em algumas escolas e universidades as mesas:

Brasil: Integração na Diversidade e pela Não-discriminação.

 

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

3ª REUNIÃO ORGANIZATIVA DA EQUIPE PROMOTORA DA MARCHA MUNDIAL - BRASIL

Reunião virtual via Camfrog. Participação de: Margarete (22), Alexandre (51), Fernanda Mendes (73), Salima Zeitune (472) e Ana Facundes, Maurício (Mensagem), Nicolas (108), Marcos Aviño (92), Cris Obredor e Maroly (164) e Funaba (63).

A Marcha Mundial (MM) será um evento cuja complexa organização será fortemente baseado na Internet. Assim, será importante que se crie um site para o trecho brasileiro, tarefa esta que será feita coordenado pela Ana Facundes que fará a tradução do site oficial.

A MM será um evento bastante voltado para a mídia. Será através dela que atrairemos os meios de comunicação. É importante entender os códigos da imprensa, saber o que ela valoriza e utilizarmos isso a nosso favor. Nico aponta que será importante que a caravana da MM vinda da América do Norte, ao chegar à América do Sul não siga inteira pelo trecho principal (costa do Pacífico), mas sim que pelo menos uma parte dela acompanhe o trecho brasileiro, pois isso atrairá mais a imprensa, além de manter sua característica internacionalista. Para a mídia, o que chamará a atenção são as pessoas que fizeram o percurso inteiro. Maurício comenta que é mesmo difícil que a rota principal passe pelo Brasil, mas no desenho que já fizeram, acho importante que a nossa rota vá para a Argentina pelo Paraguai e não deixe esse país de fora.

A MM atrairá a imprensa por si mesma, mas o evento servirá também para tornar conhecidas as demais atividades humanistas e seus organismos e a mensagem.

A organização da MM é dividida em numerosas equipes que se reúnem em torno de uma Equipe Promotora. Essa é a forma organizativa tanto mundial como regional e nacional (relação dessas equipes no material "Explicaciones sobre aspectos organizativos de la Marcha Mundial, sintetizadas a partir de conversaciones realizadas en la semana de la creatividad (Barcelona 14-20 julio 2008)"). A equipe promotora é formada por pessoas de todos os organismos humanistas. Também é possível que se tenha gente de outras organizações. Para facilitar o aporte de todos. Nico sugere que as comunicações via e-mail a respeito da MM sejam encaminhadas às listas de interesse, não apenas à lista da coordenadora, Salima explica que temas como coordenação nacional da MM no Brasil diz respeito a coordenadora como procedimentos prévios e que não podemos sobrepor as orientações e aos orientadores de cada conselho, por isso deve-se respeitar o âmbito da coordenadora.

Sammogini lembra que desde o final da campanha 2000 sem guerras não há participantes do Mundo sem Guerras e que se encarregará de legalizar esse organismo para que seja o organismo promotor da MM.

Salima já fez contato com outras organizações e com a imprensa e vê a necessidade rápida de folder para ampliar divulgação.

Sobre a coordenação, Funaba ressalta que esta deve ser aberta e inclusiva, centralizada, mas aberta para idéias de eventos nas cidades, contemplando as diferenças regionais.

M. Avino reporta que a 1º reunião da MM no Chile frisou a centralização da organização da MM. Ela gerenciará as atividades de cada cidade mas que as iniciativas devem partir das pessoas do local. Foi reforçado o caráter midiático da marcha e que a atração da imprensa sempre deve estar em vista. Na reunião do Chile foi passado o vídeo: http://www.tallerdevideo.org/2008/MM/EntrevistaMSN/ e foi feito o site: http://www.mundosinguerras.cl que é a página web de da organização do Chile. Ao se contatar personalidades, deve ser o objetivo atrair a imprensa também. Se isso não for possível na hora em que o apoio se dá, deve-se gravar um vídeo para posterior divulgação. Sobre as personalidades, Sammogini lembra que em países como Brasil, Argentina e Itália, deve-se enfatizar o contato com jogadores de futebol.

Fernanda M. lembra que devemos estar presentes e com muita força e evidência no Fórum Social Mundial que será em Belém, PA em janeiro de 2009.

O desenho da rota no Brasil tem dois segmentos, um com origem no interior e outro no litoral. Como não há passagem da MM pela Venezuela, viu-se a oportunidade de que participantes da marcha desse país se agregasse do trecho brasileiro.

Funaba informa a sua atividade de difusão no Rio: debatedeira

A MM é uma iniciativa nossa mas aberta a outras organizações. Será aproveitada a oportunidades da inauguração da Sala Brasil para convidar Rafael Dela Rubia para vir ao BR e participar de uma reunião organizativa da MM, na qual serão convidadas outras organizações.

Foram formadas equipes, com as seguintes coordenações:

- Site: Ana Facundes;

- Fernanda Mendes e Salima Zeitune: Relações institucionais e imprensa;

- Alexandre Sammogini: fundação do Mundo sem Guerras, enlace internacional;

- Funaba, Nicolas e Salima Zeitune: coordenação geral da MM;

- Maurício e Priscila: coordenação da rota.

- Funaba (RJ): Relações institucionais

O próximo encontro será VIRTUAL no dia 17/08, às 19hs, por CAMFROG (que será enviada posteriormente o nome da sala e senha)

O âmbito está aberto a novas postulações e participações

domingo, 3 de agosto de 2008

Transporte de São Paulo para o Fórum Humanista Brasileiro

 

Conseguimos um ônibus bem barato, que fará o transporte de ida e volta de São Paulo para o Fórum.
 
- Saída da Sede da Marechal 23:30hs - quinta (21)
- Volta de Curitiba 22hs - domigo (24)
 
O preço da ida e volta sairá por +/- 65 reais e dependerá da quantidade de passageiros.
 
As reservas serão até o dia 14, quinta-feira, mediante pgto à vista (diretamente comigo ou mediante depósito na conta que passarei nos próximos e-mails).
 
Precisamos tb, do nome e nº do documento das pessoas que irão. Se forem menores de 5 anos e não tivererm o nº do doc, seria o nº do registro, para passarmos para a empresa de transportes. Estes não poderão ser alterados depois do dia 14.
 
Para aqueles que irão de ônibus conosco e tb ficarão no albergue de estudantes, podemos ver a reserva que sairá por 12 reais a diária, os demais que ficarão em outros lugares, teriam que ver com o pessoal que está vendo o tema dos alojamentos. Então seriam 65 reais de ônibus + 24 reais de duas diárias no albergue, total de 89 reais.
 
 

.

__,_._,___

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

III Fórum Humanista Brasileiro - pela Construção da Não-violência!


Um amplo espaço de encontro, aprendizado e inspiração para
superar a violência nas suas várias formas.

22, 23 e 24 de agosto de 2008
UFPR - Curitiba/PR

Mesas Temáticas
• Metodologia de ensino não-violenta
• Transporte Sustentável
• Saúde
• Economia humanista e solidária
• Políticas de incentivo e democratização da cultura
• Mídia Ativista. Como fortalecer e inspirar a mídia ativista?
• Ativismo Não-Violento, um caminho para a transformação social
• Meditação pela paz: um antídoto contra a violência
• Integração na Diversidade e não-discriminação
• Para quê Universidade?
• Tecnologia (alternativa) para todos!
• Cidade Sustentável
• Espiritualidade
• Diversidade e Direitos Humanos

Painel "Integração Latinoamericana"

Dimas Floriani - Professor titular do Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento da UFPR.
Shirley Orozco Ramirez - Consul Bolívia
Hamilton Octavio de Sousa - Jornalista "Caros amigos"
Glenda de la Fuente - Coordenadora d' A Comunidade pelo Desenvolvimento Humano
Carlos Artexes - Coordenador-geral do Ensino Médio da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação.

Painel "Ativismo e Não violência"
José Augusto Guterres - membro da Cordenação Estadual do MST no Paraná
Márcio Marins - presidente do Grupo Dignidade, associação que agrega sete organizações GLBT de Curitiba.
Gustavo Erwin - secretário da Coordenação dos Movimento Sociais
Marcelo Yuka - Músico, ativista social e ex-integrante do Rappa
Flávia Estevan e Priscilla Lhacer - Movimento Humanista
Dr. Rosinha - médico, atualmente é presidente do Parlamento do Mercosul.

E mais:
• Mostra de vídeos
• Roda de capoeira, muculelê, dança afro e maracatu
• Música regional
• Teatro de rua
• Feira de economia solidária
• Exposição de movimentos e projetos


Inscreva-se e informe-se sobre a programação completa no site do Fórum:
www.forumhumanistabrasileiro.org


.

__,_._,___

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org