domingo, 24 de maio de 2009

Reflexões prévias a coleta de adesões para a Marcha Mundial

Queridos amigos

A poucos dias do nosso próximo operativo de adesões, talvez seja oportuno compartilhar uma reflexão sobre o sentido da ação que estamos levando a cabo.

Estamos acompanhando uma mudança de época e junto dela nosso movimento e nós mesmos estamos mudando. Somos expressão de uma tentativa evolutiva da consciência humana, a consciência que quer sair do sinsentido, e procura um novo significado que a oriente para o mundo. Estamos lançando a primeira marcha mundial pela paz e a não violência, mas ao mesmo tempo queremos aprofundar na raiz da violência em nós mesmos e aceder às experiências profundas que enchem de plenitude nossa ação e a orientam para o futuro.
É o crescimento deste Movimento, ou melhor, o crescimento do projeto de Humanização do mundo o que define nosso momento.


Crescer, talvez seja uma palavra que merece deter-nos. Que é crescer? Esta pergunta lançada para a interioridade da consciência, pudesse trazer-nos diversas respostas. Crescer por exemplo é ser capaz de perguntar-nos estas coisas antes de desdobrar nossa ação. Crescer pode ser o avanço na compreensão da raiz da violência, o desenvolvimento da Paz e da Não Violência no processo pessoal e também no social. Crescer pode ser comunicar-nos com gente que queira buscar conosco estas ideais distantes no futuro, mas trabalhar hoje para que sejam verdadeiros no trato e na prática do dia a dia. Crescer pode ser difusão e também acender as luzes na confusa noite.


Nossa paisagem de formação opera sobre nós e tenderá a que façamos as coisas "como sabemos fazê-las". Talvez é bom colocar o olhar nestes temas e sem dar-nos conta enquanto repetimos o conhecido, nos invada a inspiração.
Queremos crescer, queremos preparar os novos amigos para empurrar este projeto em um mundo muito diferente ao nosso. Não é tão importante se alcançarmos dois milhões de adesões, pode que crescer signifique muito mais que um número. Nossos mecanismos organizativos, são só isso, esqueletos vazios, úteis para certas coisas, mas é a vida que têm dentro e o impulso que vem há muito tempo o que lhe dá sentido. Nestes operativos interessa o crescimento e não somente chegar em um número de assinaturas como conjunto. Podemos deixar como uma aspiração alcançar números importantes de aderentes à MM, mas isso não significará nada se não alcançamos integrá-los a nosso projeto. O crescimento é na participação, na difusão, na relação com o meio e por sobretudo o crescimento na qualidade da gente nova e de todos nós.

Lhes aproximamos estas poucas frases que podem servir de contexto para os conselhos na hora de desenhar suas táticas e seus objetivos de crescimento estrutural.


Em breve chegará a estacional de Junho e quiséssemos recomendar algo muito simples: Que nossos números estruturais reflitam que cada pessoa do Movimento está contribuindo pessoalmente com sua atividade e sua coleta à obra comum".

Um forte abraço,
Ago e Dario
22 de Maio 2009




0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Partido? Então cadastre-se para receber boletins virtuais por Email ou RSS. Não gostou? Entre em contato e sugira uma pauta. * Deixe aqui suas opiniões e comentários.

 

Acompanhar este Blog

Blog do PH Copyright © 2009 Blog desenvolvido por AgenciaDigital.Org